Saiba Mais

Educação e relações étnico-raciais

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail

Educação e relações étnico-raciais


Teses e dissertações

ALBUQUERQUE, Janeslei Aparecida. O racismo silencioso em escolas públicas de Curitiba: Imaginário, Poder e Exlusão Social. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Paraná. 2003.

ALGARVE, Valéria Aparecida. Cultura negra na sala de aula: pode um cantinho de africanidades elevar a auto-estima de crianças negras e melhorar o relacionamento entre crianças negras e brancas? Dissertação de mestrado. Universidade Federal de São Carlos. 2004.

BARRETO, Paula Cristina da Silva. Racismos e Anti-Racismos na Perspectiva de Estudantes Universitários de São Paulo. Tese de doutorado. Universidade de São Paulo. 2003.

BOTELHO, Denise Maria. Aya nini (Coragem). Educadores e educadoras no enfrentamento de práticas racistas em espaços escolares. Dissertação de mestrado. Universidade de São Paulo / Programa de Integração América Latina. 2000.

CANELAS, Maria Isabel de Jesus Costa. A Responsabilidade Civil Decorrente do Dano Causado oor Discriminações Injustas. Dissertação de mestrado. Instituição Toledo de Ensino. 2001

CARDOSO, Clodoaldo Meneguello. Tolerância e Seus Limites: Um Olhar Latino-Americano Sobre Identidade e Diversidade Cultural - Algumas Implicações na Educação. Tese de doutorado. Unesp. 2000.

CLEMÊNCIO, Maria Aparecida. Identidades e etnias na educação: a formação de professores do magistério em Florianópolis. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina. 2001

CONCEIÇÃO, Beatriz Helena Teixeira. O programa de superação das desigualdades raciais de Mato Grosso do Sul e educação. Dissertação de mestrado. Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. 2003.

FOSTER, Eugenia da Luz Silva. Racismo e movimentos instituintes na escola. Tese de doutorado. Universidade Federal Fluminense. 2004

GOMES, Ana Beatriz Sousa. A prática pedagógica curricular e o aluno negro: um estudo de caso numa escola pública do ensino fundamental em Teresina-PI. Dissertação de mestrado. Fundação Universidade Federal do Piauí. 2000.

JESUS, Ilma Fátima de. Educação, gênero e etnia: um estudo sobre a realidade educacional feminina na comunidade remanescente de Quilombo de São Cristóvão. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Maranhão. 2001.

LIMA, Ivan Costa. Uma Proposta Pedagógica do Movimento Negro no Brasil: Pedagogia Interética de Salvador, uma ação de combate ao racismo. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Santa Catarina. 2004.

NALLI, Marcos Alexandre Gomes. O Gene Educado: a antropologia eugênica de Renato Kehl e a educação. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual de Maringá. 2000.

NASCIMENTO, Elizabeth Larkin. O sortilégio da cor: identidade afrodescendente no Brasil. Tese de doutorado. Universidade de São Paulo. 2000.

PAULO. Maria José da Silva Santos de. Educação e relações raciais: o desafio da docência frente à diversidade do cotidiano. Dissertação de mestrado. Pontifícia Universidade Católica do Paraná. 2000.

OLIVEIRA, Fabiana de. Um estudo sobre a creche: o que as práticas pedagógicas produzem e revelam sobre a questão racial? Dissertação de mestrado. Universidade Federal de São Carlos. 2004.

OLIVEIRA, Ivani de Lourdes Marchesi de. Do mito da igualdade à realidade da discriminação: desvelações/revelações, construções/desconstruções entre alunos trabalhadores. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de São Carlos. 2001.

PORTELLA, Tania Pedrina. Jornalismo impresso e a implementação da lei 10.639: análise de cobertura jornalística. Monografia. Faculdade de Comunicação Social da Universidade Anhembi Morumbi. 2005.

RIBEIRO, Cristiane Maria. Anti-racismo e Educação: o projeto político-pedagógico das lideranças negras de Uberlândia. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Uberlândia. 2000.

ROESCH, Isabel Cristina. Docentes Negros: um estudo sobre suas histórias de vida. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Santa Maria. 2001.

ROSA, Luiz Vergílio B. da. Exclusão Étnica: uma face do fracasso escolar - a inclusão de adolescentes negros na perspectiva de aproximação de pressupostos teóricos de inclusão. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2001.

SANGER, Dircenara dos Santos. Para além do ingresso na universidade - radiografando os cursos pré-vestibulares para negros em Porto Alegre. Dissertação de mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2003.

SANTANA, Patrícia Maria de Souza. Professores(as) negros(as) e relações raciais percursos de formação e transformação. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Minas Gerais. 2003.

SANTOS, Aldenir Dias dos. Percepção das formandas e dos formandos do ano 2003 do curso de Pedagogia da UNIMEP, sobre questões referentes às relações raciais na prática docente. Dissertação de mestrado. Universidade Metodista de Piracicaba. 2003.

SANTOS, Rafael dos. "Negritude virtual: educação, internet e identidade". Dissertação de mestrado. Universidade de São Paulo. 2002.

SILVA, Delma Josefa. Afrodescendência e Educação: a concepção identitária do alunado. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de Pernambuco. 2000.

SILVA, Gilberto Ferreira da. Do Multiculturalismo à Educação Intercultural: estudo dos processos identitários de jovens da escola pública na Região Metropolitana de Porto Alegre. Tese de doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2001.

SILVA, Lúcia Marsal Guimarães. Pequenos Mundos Fundando o Grande Mundo na Diversidade – escola e construção da identidade étnica. Dissertação de mestrado. Universidade do Estado da Bahia. 2003.

SILVA, Vera Lúcia Neri da. Os Estereótipos Racistas nas Falas e Gestos de Educadoras Infantis. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal Fluminense. 2002.

VIEIRA JÚNIOR, Ronaldo Jorge Araújo. Responsabilização Objetiva do Estado Brasileiro pela Segregação Institucional do Negro e a Adoção de Ações Afirmativas como Reparação aos Danos Causados. Dissertação de mestrado. Universidade de Brasília. 2004.


Livros


Superando o Racismo na Escola. MUNANGA, Kabengele (organizador). Ministério da Educação – Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: 2005. 2ª edição revista.

Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal 10.639/03. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Brasília: 2005.

Dimensões da inclusão no ensino médio: mercado de trabalho, religiosidade e educação quilombola. Maria Lúcia de Santana Braga, Edileuza Penha de Souza, Ana Flávia Magalhães Pinto (organizadoras). Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2006. 

Orientações e ações para a educação das relações étnico-raciais. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade.  Brasília: 2006.

Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.


Gibi Quilombos. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. 


Bibliografia Básica sobre Relações Raciais e Educação. Claudia Miranda, Francisco Lopes de Aguiar e Maria Clara Di Pierro (organizadores). Rio de Janeiro: DP&A, 2004.
Trata-se de um levantamento de cerca de 500 indicações bibliográficas entre livros, teses, dissertações e artigos que figuram como referência dos estudos das relações raciais e da educação produzidos nos últimos anos.

Relações Raciais e Educação: novos desafios. Iolanda de Oliveira (organizadora). Rio de Janeiro: DP&A, 2003.


Na Internet

Associação Brasileira de Pesquisadores Negros
Associação dedicada à defesa da pesquisa acadêmica-científica realizadas prioritariamente por pesquisadoras e pesquisadores negros.

Ceafro
Ceafro é um programa de educação e profissionalização para igualdade racial e de gênero do Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO), órgão da Universidade Federal da Bahia (UFBA).
 
Ceert (Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Desigualdade)
CEERT é uma organização não-governamental que elabora e implementa programas de promoção da igualdade racial em sindicatos, escolas, empresas e órgãos públicos. Realiza, desde 2002, o Prêmio Educar para a Igualdade Racial.
 
Geledés – Instituto da Mulher Negra
Tem a educação como uma de suas áreas de atuação e desenvolve projetos com vistas à inclusão qualificada da população negra nos processos educacionais.
 
Programa Políticas da Cor na Educação Brasileira

Ligado ao Laboratório de Políticas Públicas da UERJ, trata-se de um núcleo de estudos e intervenção social, voltado para o desenvolvimento de pesquisas e para o apoio à iniciativas destinadas ao acesso e a permanência de populações sub-representadas nas universidades, em especial os afro-brasileiros.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar